2012/09/10

Tumblr da Semana: Ivalentim


O tumblr Ivalentim conheço a muito tempo. A dona se chama Iolanda Valentim, ela é uma simpatia e escreve textos que me identifico muito. Essa tumblr é um dos meus preferidos, as imagens e os themes são os melhores. Vou colocar alguns textos da Iolanda e algumas imagens legais que encontrei por lá.



“É sempre bom ter alguém por você no mundo. Alguém que te socorre, te apoia e te acompanha em qualquer circunstância. Seja irmão, amiga, namorado, não importa. Saber que pode contar com alguém não tem preço.”
— Iolanda Valentim



“Festa. Salto alto. Vestido apertado. Gente chata. 
Eu socializando e querendo dar um tiro no meu pé.
Daí liguei pra ele. 
― Cadê você?
― No trânsito.
― Não serve nem pra chegar no horário!
― Deve ser culpa minha o engarrafamento… É sempre culpa minha. Eu que mandei todos da cidade sairem de carro e ficarem na minha frente, só pra te deixar zangada.
― Bem capaz… ― suspirei. ― Mas não demora, por favor. Não gosto de pessoas.
― Então eu sou um ET?
― Você é um panda, cara.
― Oh, sempre quis ser um panda.
― Pra constar, isso foi um elogio.
― Não, você me chamou de gordo.
― Não, eu te chamei de “o animal mais interessante, legal e bom de apertar do mundo inteiro”, que não perde a graça aos meus olhos nem se passar o dia se coçando e mastigando um bambu. 
― Você… me chamou de animal?
― Tô vendo que, na verdade, tu é uma tartaruga. Acabei de dizer que você é melhor que o resto do mundo e que eu prefiro passar o dia olhando pra essa tua cara amassada de panda do que fazendo algo aproveitável. E tudo que você consegue entender é que eu te chamei de animal. Cruzes! Também não digo mais nada.
― Você é a única pessoa do mundo que consegue se declarar e xingar ao mesmo tempo, sabia? Eu também te amo, pandora.
― Pandora?
― É a mulher do panda. 
― Não. É aquele planeta do Avatar. 
― Não é pra fazer metáfora? Então, você é meu mundo, minha pandora, toda azul e linda de raiva.
― Cara, essa foi a pior metáfora que eu já ouvi na minha vida. Fica por aí no trânsito mesmo, sério.
― Sério? Porque eu posso pegar um retorno agora mesmo.
Bufei. Engoli a porção de xingamentos que eu tinha em mente e pedi, baixinho:
― Vem logo, por favor.”
- Iolanda Valentim




“O problema é que agora eu vou ao salão mais do que o necessário. Meu cabelo nunca foi tão escovado e hidratado e minhas unhas nunca foram mais bem feitas e serradas e sem nenhuma cutícula. Eu depilo a perna e é quase um alívio sentir a dor disso. A cabeleireira puxa meu cabelo e eu boto um sorriso na cara apreciando esses raros momentos. Eu faço mais abdominais do que o necessário na academia e minha panturrilha está super definida porque eu treino mais do que eu posso. Eu treino até poder sentir só a dor de treinar e não poder sentir mais nada. Eu suo na academia e depilo no salão porque isso tudo me distrai de sentir a verdadeira dor. Você sabe. A dor de estar em pedaços. Quão poético isso pode ser? Fazer duas horas de caminhada só pra ficar sem fôlego e nem é por causa do corpo definido, e sim da cabeça conturbada, do coração estraçalhado e miserável. Eu faço de tudo. Eu nunca estive tão bem cuidada e tão maltratada ao mesmo tempo… O que? Eu sei. Esse não é pra ser um texto bonito e de longe, algo inspirador. Não é sentimental falar de depilação. Na verdade, é um texto covarde. Um texto sobre como eu sou fraca e tenho que inventar alguma outra ocupação pra não sentir isso. Não sentir nada. Não pensar em você.” - Iolanda Valentim



Vocês podem encontrar a Iolanda no facebook e no twitter. Ah, e vai lá dar uma conferida no tumblr dela, não vão se arrepender.

2 comments:

  1. vou visitar, gostei muito da terceira imagem.

    Beijos,
    pepperlipstick.blogspot.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aah, visita mesmo, o tumblr da IO é uma delícia ;)

      Delete

Search

Faça Parte!

Popular Posts